Aconteceu na tarde da última quinta-feira (19/04), mais uma edição do Quintas do Saber Abracicon, que trouxe como tema “Abraçando o Controle Social”, uma chamada para que todos sejam agentes pela transformação do nosso país. O encontro, que foi sediado no auditório do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), em Brasília, acontece periodicamente, sempre com a presença de convidados de renome nacional.

Na ocasião em que foi realizada a assinatura do Termo de Cooperação Técnica CFC/Conaci/Abracicon/FBC, estiveram presentes Maria Clara Cavalcante Bugarim, Presidente da Abracicon; Álvaro Fakredin, Presidente do Conselho Nacional de Controle Interno (CONACI); Aécio Prado Dantas Júnior, Vice-Presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC; Zulmir Ivânio Breda, Presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC); e Adeildo Osório de Oliveira, Presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC).

Durante o evento o presidente do CFC, Zulmir Ivânio Breda, apresentou sua opinião sobre os entraves existentes na hora dos municípios implementarem o Controle Interno. “No meu ponto de vista, a dificuldade na implementação desses organismos de Controle é muito grande e as razões pelas quais os municípios têm dificuldade nessa implementação não vêm da falta de recursos. O recurso existe e hoje eu tenho plena convicção de o que existe é a falta de vontade política dos gestores”, comentou.

“O que nós precisamos fazer é fortalecer as nossas entidades, darmos as mãos e ter uma atitude proativa em prol da nossa classe, e principalmente da nossa sociedade. Eu acredito que nós estamos, na nossa profissão, em um novo momento”, afirmou Maria Clara. A presidente da Abracicon ainda comentou sobre o que acredita ser a essência do encontro Quintas do Saber. “Acredito que a essência desse projeto, ainda mais no atual momento, é acordar a classe. Nós precisamos sair da indignação e ir para a ação,  estamos em um ano importante para nós, um ano de eleição. Nós, entidades contábeis unidas, estamos abraçando uma causa vital que é o Controle Social, o controle mais efetivo.”