No dia 11 de dezembro de 2018, foi a vez da Bahia receber o projeto Abraçando o Controle Social. Para o presidente do Conselho Regional de Contabilidade da Bahia (CRCBA), Antonio Carlos Ribeiro da Silva, receber o projeto em seu estado é gratificante e traz motivação à classe para realizar parcerias com órgãos institucionais e com a sociedade rumo ao controle social e, principalmente, à transparência das contas públicas. “É possível ser honesto. Eu não posso acreditar que está em nosso DNA brasileiro ser corrupto. Que a gente possa disseminar essa ideia e contribuir para uma nova sociedade, pois acreditamos em um Brasil diferente”, afirmou.
Já o presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), Adeildo Osório de Oliveira, acredita que a fé na mudança deve ser o fomento ao projeto. “Precisamos seguir, sem medo e com muita confiança, na regeneração do nosso País e na construção de dias melhores”, disse.
O chefe de gabinete da Ouvidoria-Geral da União, Marcos Gerhardt Lindenmayer, reforçou a necessidade de parceria para que o controle social seja disseminado de forma eficaz. “Nós, que trabalhamos no controle, sabemos que os recursos são escassos e, se não estivermos abraçados nesse processo, não conseguiremos transformar esse Brasil no que precisamos. Devemos transformar o controle em uma grande plataforma onde todos possam contribuir para que, de fato, possamos vislumbrar um futuro melhor”, salientou.
Durante o encontro, os participantes assistiram a palestras sobre o trabalho dos Observatórios Sociais no acompanhamento dos recursos públicos; a
importância dos órgãos de controles como facilitadores do controle social; e, também, a importância da ética nesse processo.